Guia definitivo de como arrumar a sua mala

Arrumar a sua mala nem sempre é um grande problema. Você acaba perdendo um pouco de tempo a mais, socando coisas nas frestas para que possam ser levadas (mesmo que o seu tamanho indique que não deveriam), e com uma ajuda de outra pessoa finalmente consegue fechar o zíper. O problema aparece de verdade durante a sua viagem, quando você percebe que não arrumou a sua mala como deveria. E esse arrependimento pode ser dos piores em uma viagem, principalmente se ela for internacional e longa.

Guia definitivo de como arrumar a sua mala

Por isso, conseguir umas dicas para aliar praticidade e utilidade ao arrumar a sua mala é importante para evitar muitas dores de cabeça, livrando você de qualquer tipo de preocupação nos seus dias longe da rotina. Separamos esse guia para a arrumação da sua mala nos tópicos mais importantes, funcionando como uma espécie de checklist do passo a passo. Inclusive podemos começar exatamente por aí: crie o seu checklist.

1. Criando o checklist

Fazer uma lista enumerando tudo que vai e o que não vai para a sua mala (e para a sua viagem) é um dos passos mais importantes, é a organização na forma de letras e números. Mesmo que você tenha certeza do que vai e do que fica, tente fazer esse checklist para entender a dimensão real da sua bagagem e dar uma ajudinha à sua memória. O checklist serve não só pra lembrar do que deve ser levado e do que é essencial para que você consiga embarcar e tomar o seu rumo, mas para que você consiga identificar na sua relação de bagagem o que não precisa realmente ir. O checklist não é uma relação definitiva, e de lá você pode eliminar itens desnecessários e acrescentar o que falta de importante. A regra é não confiar cegamente na memória, já que muitos viajantes foram salvos pelo checklist, e muitas viagens foram arruinadas pela falta dele.

[icon color=”#94d800″ size=”18px” target=”_blank” name=”awesome-ok”] Uma outra dica legal, é o site checando.com.br , que oferece uma maneira bem intuitiva para preparar o seu checklist de viagem. Vale a pena conferir. Clique aqui.

2. Documentação

A documentação é o principal para a sua viagem, por isso deixe-a em destaque no seu checklist. Separe-a em uma pasta pequena, aquelas de plástico mesmo, mas coloque tudo dentro de um pequeno saco plástico. Tire uma cópia autenticada dos principais documentos, como RG e passaporte, para que não precise sair com os originais nos seus passeios no destino. Faça mentalmente todo o trajeto da sua casa até o hotel, e revise tudo o que vai precisar apresentar de documentação. Passagem aérea para embarcar, identidade e passaporte, documentação de algum dependente que esteja com você, carteiras de vacinação atualizadas, cópias da reserva do hotel e do contrato de algum pacote turístico ou passeio contratado, guia impresso da internet das ruas ao redor do seu hotel e alguns outros que você possa precisar. Compre um porta-dólar e coloque nele apenas os documentos que você precisará em mãos, junto com o dinheiro que você precise para o momento (lembre-se de viajar com cartões pré-pagos próprios para viagem, e não ficar levando muito dinheiro consigo).

Antes de viajar, verifique a validade de toda a documentação, principalmente : passaporte, carteira de vacinação e visto possuem validade e devem ser checados sempre alguns dias antes da viagem.

[icon color=”#94d800″ size=”18px” target=”_blank” name=”awesome-ok”] Ligue para seu banco e para os cartões de crédito, e informe os países que você irá visitar bem como as datas da visita. Isso evitará eventuais bloqueios por segurança.

3. Roupas

A não ser que você esteja muito acostumado a viajar, tipo viaje toda semana a trabalho, desconfie da sua seleção de roupas. No geral sempre escolhemos roupas demais, e a nossa precaução exagerada pode custar caro. Leve o essencial para o que vai fazer: se for para a praia duas ou três mudas de roupa de banho, se for para a montanha no máximo dois casados pesados (invista na roupa de baixo nesse caso), se for para um lugar onde pense comprar roupa leve o mínimo possível. Invista em peças leves de cores básicas, como preto e marinho, que combinam entre si e podem ser reaproveitadas em diversas ocasiões, e em peças de utilidade dupla, como vestidos que servem de saída de praia, shorts que podem ser utilizados como calção de banho, entre outros. Se o seu destino incluir recepções e ocasiões mais formais e festivas, não esqueça de um vestido, bolsa e sapato para festa, os mais leves e práticos, e dessa forma varie o seu visual com pequenos acessórios como lenços, chales e pulseiras. Evite calça jeans e outras roupas pesadas e que façam volumes, elas tomam o lugar de três a quatro peças na sua mala e no final nem serão tão utilizadas assim.

No geral as lavanderias de hotéis e albergues são fáceis de utilizar, e a praticidade de ter poucas roupas na mochila confere uma mobilidade incrível em qualquer situação. Há destinos que exigem caminhadas e passeios inesperados pelas ruas e metrô antes que você chegue no seu destino, e é nessa hora que você se arrepende do próprio exagero. De preferência, vá até uma loja de equipamentos esportivos (Decathlon e Centauro recomendadas) e compre aquelas roupas de viagem. São quentes mas permitem a transpiração, são versáteis e muito portáteis. Você certamente não estará na última moda, mas será a pessoa mais confortável do mundo. E em uma viagem isso e tudo o que importa.

4. Acessórios

Esse é um item que também temos a tendência de exagerar nas escolhas. Pense bem no destino que escolheu, e veja se o que leva é realmente necessário para os seus dias. Itens como relógio, lanterna, isqueiro, celular, carregador e outros são necessários, mas apenas uma unidade de cada. Nada de levar sobressalente, a não ser que você pretenda fazer trilhas e acampar, aí a história é outra. Faça pequenos “kits” em potinhos ou sacos impermeáveis, como “kit eletrônicos” (com carregadores, um benjamim, capa para celular etc.), “kit higiene” (com o material de higiene básico + lenços umedecidos), “kit costura” (para reparos rápidos de última hora) e “kit saúde” (com anti-histamínico, protetor solar, analgésico e alguns outros). Esses “kits” devem ser pequenos e apenas conter o essencial, evitando que tudo fique espalhado na mala ou mochila e que você não os encontre quando mais precisa. Para o dia a dia, reserve uma pequena bolsa do tipo mensageiro, para que não precise levar mala ou mochila pra todo o lado e mesmo assim mantenha o essencial em mãos sempre.

5. Arrumação

Para iniciar a arrumação da sua mala, tente sempre colocar tudo em cima da sua cama para uma olhada geral. Separe mais ou menos nos “setores” da cama os matérias por tipo, e aos poucos vá eliminando os excessos e colocando o que vai na mala ou mochila. Tudo o que é mais pesado (principalmente roupas) vai na parte de baixo.

Para malas isso é importante para não amassar itens e roupas sensíveis, e na mochila isso é essencial para conservar o equilíbrio e manter a sua coluna no lugar. Reserve saquinhos plásticos e coloque os calçados dentro, e os materiais de higiene que possam vazar também, como hidratantes e shampoos. Esses saquinhos também devem ir para a sua viagem para abrigar a roupa suja e molhada, no caso de não dar tempo de lavar ou para o último dia de viagem.

Faça pequenos rolinhos com as roupas para que elas sejam encaixadas na mala sem problemas, com exceção de vestidos ou ternos (ou outras peças formais): nesse caso deixe-os por último na arrumação, coloque-os por cima de tudo. Por fim, aproveite os pequenos espaços e frestas para as coisas menores, e faça a sua mala abrigar mais do que você esperava. Cheque finalmente o peso da sua mala (veja esse exemplo) para não pagar excesso de peso no aeroporto, e se preciso faça os últimos ajustes.

Aqui, você tem um vídeo bem legal da Camila Coelho, com dicas de como arrumar a sua mala:

Uma outra dica legal, é algumas dicas que a Louis Vuitton preparou, para aprender a arrumar a mala sem gastar muitos espaços à toa. Além de ensinar a arrumar seus acessórios na mala, também traz diversas dicas de como dobrar suas roupas (por exemplo, dobrando duas camisas ao mesmo tempo), onde guardar as meias (nas magas de casacos!), o que guardar primeiro e muito mais. No site é possível escolher se quer organizar mala de mulher ou de homem e se quer mala de carregar ou de rodinhas. Você pode ir clicando e colocando as coisas no lugar, quase como um jogo.

As dicas são dadas em malas da Louis Vuitton, mas dependendo do tipo, você pode adaptar a arrumação para sua própria mala. Muito bom!

Para conferir o site The Art of Packing (A Arte de Embalar), clique aqui.

6. Bagagem de mão x despachar 

A separação da sua bagagem deve ser clara e objetiva: o que for de valor devemos sempre levar na bagagem de mão: celulares, laptops, joias, relógios, documentação, e outros itens essenciais. Para a bagagem despachada, deixe tudo o que é substituível, como roupas e acessórios de forma geral (mesmo que aquele seu vestido pareça insubstituível ele não é, então despache-o da mesma forma). A bagagem despachada corre o risco, mesmo que pequeno, de ser extraviada ou violada em algum aeroporto de conexão do seu voo, e a companhia não tem a obrigação de indenizar o passageiro por itens considerados “sensíveis” ou de valor. Por isso, leve-os consigo no avião. Não esqueça de identificar cada uma de suas malas, colocando o seu nome completo, número do voo e destino da sua viagem, e coloque cadeados onde puder, levando sempre pelo menos dois cadeados sobressalentes. Lembre-se que, se for uma viagem internacional, o melhor é optar pelos cadeados com a indicação TSA, que leva um orifício de acesso para a chave mestra da polícia federal internacional. Dessa forma, se eles resolverem fazer qualquer verificação, não precisarão quebrar o seu cadeado.

[icon color=”#94d800″ size=”18px” target=”_blank” name=”awesome-ok”] Tenha um mente, que o ninguém deixa de viajar por esquecer uma blusa, ou uma calça :). Porém, deixa de viajar se os documentos da viagem não estiver atualizados ou faltantes. Por isso. De uma atenção muito especial aos documentos de viagem.

Boa viagem!

[icon color=”#dd3333″ size=”18px” target=”_blank” name=”awesome-envelope”] Assine a nossa newsletter, e receba em seu email dicas legais como esta. Clique aqui para assinar gratuitamente.

[icon color=”#f1c40f” size=”32px” target=”_blank” name=”awesome-book”] Talvez você também se interesse por:

[catlist name=dicas-de-viagem numberposts=4 excludeposts=this]
[sociallocker id=”3936″] [/sociallocker]

Leave a Reply

Mais em Dicas de Viagem
Alteracao-de-Erro-Material
Correção de nome em passagem não pode ser cobrado pela empresa aérea

No dia 22/08/2013, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) publicou um comunicado, informando sobre as regras para a correção de...

Fechar